Na Vanguarda da Actualidade

Hoje estou confrontado com um dilema. As celebrações. Quando é que devemos celebrar um acontecimento? Quando algo de bom acontece? Quando algo de bom acontece a outras pessoas? Quando alguma coisa de mau não aconteceu? Quando foi evitado um acontecimento que podia não ter sido tão negativamente mau? Uma coisa tenho eu a certeza, não celebramos quando estamos tristes. Celebramos quando ficámos tristes ( nervosos, zangados...) e depois ficamos eufóricos de repente. Mas eu acho, que só pelo facto de termos a possibilidade de celebrar depois da tempestade, vale a pena termos navegado. Mesmo que tenha sido uma viagem acidentada. Mas depois da celebração temos outro obstáculo, outro desafio. Mais sangue, mais suor, mais lágrimas. E depois outra celebração. E depois mais sangue. Este ciclo vicioso, é agradável. E percebi que quanto mais celebramos, mais felizes ficamos porque sabemos que passamos uma face difícil da vida. E porque é que eu estou a falar em celebrações? Porque as aulas estão quase a acabar! E é nestas alturas que eu oiço Kool and the Gang.

publicado por Sebastião Marques Lopes às 21:06 | link do post
pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Dezembro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
14
15
17
18
20
23
24
26
27
28
29
30
31
comentários recentes
LOL, confesso que já gostei mais de ser um gajo do...
Boa tarde caro camarada blogger, ainda no outro di...
o que é vexanços?
No meu grupo acontecia-me a mesma coisa com o "ouv...
Gosto muito :) e sinto que por muito que os homens...
O natal pode ser feliz, porque é só um ou dois dia...
Falha é no epíteto da SENHORA que, elegante e conh...
"acho que é durante a adolescência que conhecemos ...
Prevejo uma vida cheia de surpresas, nem sempre ag...
Bom...o primeiro passo rumo aos destaques, está da...
Posts mais comentados
10 comentários
9 comentários
7 comentários
3 comentários
3 comentários
2 comentários
2 comentários
SAPO Blogs